Até por conta da correria do dia a dia a maioria das pessoas tem por hábito procurar ajuda médica apenas quando tem algum sintoma, a questão é que aquela dor de cabeça frequente ou o estômago que insiste em “queimar” após cada refeição pode ser reflexo de algo um pouco mais sério ou ainda o corpo dando sinais de que algo não vai bem.

Porém, muitos “sustos” com a saúde podem ser evitados com visitas de rotina ao médico para realizar um check-up.  Sabe aquele  ditado que diz: “prevenir é o melhor remédio?” se encaixa perfeitamente aqui.

Check-up: Você já fez o seu?

Checkup sim ou não?

Por incrível que pareça esse assunto gera algumas discussões por que muitas pessoas são submetidas a exames sem muita necessidade e então você se pergunta, mas é ou não para fazer o check-up? Sim, é importante desde que seja justificado, vamos entender um pouco melhor.

De acordo com uma pesquisa realizada nos Estados Unidos com cerca de 7 mil americanos que foram avaliados com idade a partir de 40 anos e submetidos a checkups cardíacos, a conclusão é de que 42% dos pacientes em algum momento passaram por exames totalmente desnecessários, ou seja, não apresentavam histórico ou queixas que justificasse uma ressonância, por exemplo. No Brasil, a demanda também é bem considerável de pedidos de exames que não tem a menor necessidade.

Então em resumo, o check-up é sim importante, mas os exames que serão pedidos deverá levar em consideração o histórico do paciente, queixas, modo de vida, idade, entre outras questões.

Agora que compreendemos a importância do check-up e quando deve ser feito, vamos entender quais os exames são importantes, o que precisa ser investigado e por que.

Exames indispensáveis no Check-up

Geralmente quando a pessoa é saudável não tem necessidade de fazer exames a cada dois meses e muito menos estar toda hora no hospital, sempre lembrando que cada caso é um caso e o médico é quem avalia o que deve ou não ser feito, mas, alguns cuidados são indispensáveis para qualquer pessoa com o objetivo de prevenir muitas doenças, já que algumas delas são silenciosas e também conferir se está tudo certo com a saúde. Confira exames que constam no check-up geral.

Verificação da pressão arterial – é importante fazer a partir dos 18 anos ainda que alguns médicos achem que deveria ser habitual desde a infância, o médico ou enfermeira conferem se a pressão está dentro do considerado normal 12×8 e se houver alguma alteração o médico solicita que seja repetida a conferência por alguns dias, a pressão alta ou hipertensão arterial é um dos fatores de risco para infarto e derrame (AVC).

Check-up: Você já fez o seu?

Hemograma – é um exame clássico que informa a contagem de células vermelhas e brancas e detecta alguns problemas de saúde entre eles se existe alguma infecção. Recomenda que seja feito pelo menos uma vez ao ano e desde a infância.

Glicemia e Colesterol – A glicemia é a concentração de açúcar no sangue que pode indicar diabetes e o colesterol a gordura ou o acúmulo de gordura como as triglicérides, por exemplo, é responsável por obstruir vasos importantes e comprometer a circulação ambos são detectados em exame de sangue.

– Eletrocardiograma que identifica alterações cardíacas e é realizado com o paciente deitado.

– Teste Ergomêtrico também verifica riscos cardiovasculares, porém esse é realizado com o paciente em movimento.

– Ecocardiograma – ultrassom do coração.

Papanicolau – é realizada uma raspagem no colo do útero e o material analisado em microscópio. Indicado para ser feito anualmente desde o início da vida sexual. Identifica alterações no colo do útero incluindo o HPV que pode evoluir para um câncer.

Mamografia – A partir dos 40 anos é recomendado que o exame seja feito anualmente e detecta o câncer de mama e alterações das células mamárias através de imagens.

Toque retal e PSA – o primeiro é um exame de toque retal realizado em consultório pelo médico e o segundo um exame de sangue que verifica doenças na próstata. A combinação desses exames é fundamental para detectar em fase tratável o câncer de próstata.

Colonoscopia – é um exame recomendado a partir dos 50 anos e tem como objetivo investigar o intestino (reto e cólon). Em casos de câncer na família o exame pode ser solicitado antes dos 50.

Densitometria óssea – exame de imagem para detectar sinais de osteoporose e perda de massa óssea.

Hormônios da Tireoide – o desequilíbrio dos hormônios é prejudicial à saúde do corpo inteiro e no exame de sangue são calculados os hormônios T4 e TSH para saber se estão nos níveis normais. Geralmente as mulheres sofrem mais com os distúrbios dessa glândula.

Exame Fundo e Pressão do Olho – nesse exame através de aparelhos o oftalmologista investiga a pressão intraocular e também a porção mais profunda do globo ocular são exames de extrema importância a partir dos 50 anos e detectam problemas como o glaucoma que pode levar a cegueira.

Check-up: Você já fez o seu?

check-up é o termo utilizado para uma avaliação médica preventiva. Quando o paciente informa sintomas específicos o médico realiza uma investigação diagnóstica e pede exames mais detalhados, como por exemplo, uma endoscopia se a queixa for dor constante no estômago.

E você, já realizou seu check-up?

Gostou deste artigo? Curta, comente, compartilhe!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui