Conheça algumas dicas que fazem você comer melhor e ter uma vida mais saudável

Comer bem é a chave para garantir sempre a boa saúde. Principalmente quando falamos de emagrecer. Perder os quilinhos a mais não é apenas questão de beleza, mas também de saúde. Afinal, junto com a gordura no seu corpo, pode chegar a obesidade, o diabetes, a pressão alta e tantas outras complicações decorrentes da má alimentação e do sedentarismo. Mas, ao contrário do que se pensa, não é necessário sair fazendo dietas radicais para dizer que está comendo bem, a boa alimentação, aliás, passa bem longe de restringir nutrientes da sua dieta. Por isso, para mostrar como a reeducação alimentar pode ajudar a emagrecer, vale a pena conferir este artigo.

Como sempre em horários fixos e todas as refeições ao dia

Tudo bem, você já deve ter ouvido falar milhares de vezes o quanto é importante comer a cada três horas. Mas isso não é só uma recomendação para quem está doente, e sim para quem quer viver de maneira mais saudável. Fazer a refeição do café da manhã, almoço e jantar é importantíssimo, mas também é superimportante que você faça refeições intermediárias como lanche da manhã, lanche da tarde e ceia.

reeducação alimentar

Essa regularidade é importante por um grande motivo, o de que quanto mais tempo você fica sem comer, mais fome tem seu organismo. Ou seja, se você não comer nada entre o almoço e o jantar é bem provável que você tenha muita fome no jantar e coma em grandes quantidades, o que pode gerar a obesidade ao longo do tempo. Sem contar que ficar sem comer por muito tempo pode fazer mal. Principalmente para quem tem pressão baixa, causar fraquezas e até desmaios. Por isso, sempre tenha na bolsa algumas castanhas ou uma fruta picada para esses lanchinhos.

Aposte nos alimentos da Dieta Mediterrânea

Muitos estudos internacionais veem mostrando ao longo do tempo, o quanto a dieta mediterrânea é saudável e alguns até mesmo a apontam esse cardápio como o mais saudável para a saúde do coração. Quer saber o que não pode faltar no prato de quem segue essa dieta? Olha só:

reeducação alimentar

Frutas: de todos os tipos, fazem parte da dieta mediterrânea e são uma boa opção para quando surgir a vontade de comer alguma guloseima fora de hora. Quer um docinho? Aposte nas frutas frescas!

Legumes e verduras: também são prioridade no prato colorido da dieta mediterrânea. Vale também apostar nas hortaliças. Os legumes costumam ser cozidos a vapor.

Oleaginosas: elas fazem muito bem para a saúde e não faltam na dieta. Vale sempre ter um pacotinho na bolsa com nozes, amêndoas e castanhas. Elas ajudam a saciar aquela fome no meio da manhã o no início da tarde.

Azeite de oliva: ele é bem conhecido na dieta mediterrânea. Aqui a salada e os preparos são sempre baseados no azeite e o resultado é positivo para a saúde. Ele auxilia no colesterol bom.

Cereais integrais: o arroz integral, o pão integral não pode faltar na mesa. Também não se esqueça de comer grãos como a lentilha e o feijão.

Peixe: cheio de ômega 3 o peixe traz toda a saúde e vitalidade que os adeptos da dieta mediterrânea precisam.

Além dos alimentos que falamos aqui, a dieta mediterrânea também aposta no vinho tinto (claro, que em pequenas doses) e também não esquece de todo o cálcio proveniente do leite e seus derivados.

Aprenda a se alimentar bem

Depois de conhecer um pouquinho sobre a dieta mediterrânea e saber o quanto faz bem se alimentar de maneira saudável, você deve estar pensando: mas que tipo de hábito eu devo mudar para começar a ter uma vida melhor no assunto alimentação? Mostramos a você:

reeducação alimentar

Reduza os industrializados: salgadinho, suco de caixinha, refrigerantes, bolachas recheadas… Podem muito bem ser substituídos por sucos naturais, frutas e lanches mais saudáveis como porções de iogurte ou castanhas. Quanto mais você reduz o consumo dos ultraprocessados, menos açúcar ingere e mais bem para a saúde faz. Se a opção é entre fazer em casa ou comprar pronto, aposte sempre na primeira!

Passe os hábitos saudáveis para toda a família: quando você se alimenta bem, a família toda também se interessa pelos alimentos gostosos e que fazem bem. Você já deve ter ouvido falar muitas vezes que os hábitos dos pais moldam os dos filhos, não é verdade? E esse é um ditado muito verdadeiro. Como obrigada o seu pequeno a comer brócolis se no prato da mamãe só tem batata frita? É dando o bom exemplo, que as crianças não vão fazer cara feia para o mais saudável, e nem você.

Não seja radical, mas também não abuse: não precisa passar vontade o tempo todo e ser tão radical a ponto de nunca mais comer um doce. Dieta radical nunca faz bem. Mas também não abra exceção todos os dias, principalmente para não dar espaço para a compulsão alimentar. Descontar sua raiva em um chocolate não é uma maneira saudável de se alimentar, sem dúvidas. O melhor é abrir raras exceções aos finais de semana ou em festas, mas sem fazer disso uma rotina alimentar, que a gente sabe que não faz bem.

Gostou das dicas para ter uma alimentação saudável? Então chegou a hora agora de mudar seus hábitos e começar a ver os reflexos positivos na saúde. Não se esqueça, quando seu corpo está saudável, sua mente também estará!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui