fertilização in vitro

fertilização in vitro (FIV) é um procedimento de reprodução humana assistida realizado em um laboratório, onde é colocado um grande número de espermatozoides (entre 50 a 100 mil) ao redor de um ovócito II (óvulo).

Com isso, se busca obter pré-embriões de boa qualidade que serão transferidos depois para a cavidade uterina.

primeiro caso de fertilização in vitro bem sucedido foi em 1978, quando nasceu, no Reino Unido, o primeiro “bebê de proveta”.

Com o avanço da tecnologia, as taxas de sucesso da fertilização in vitro têm sido cada vez maiores, realizando assim o sonho de muitos casais com dificuldade de reprodução.

Atualmente, a fertilização in vitro é o tratamento de reprodução humana com mais chances de ocorrer gravidez. O percentual de casos bem sucedido varia entre $40% a 70%.

Como a fertilização in vitro é feita

fertilização in vitro

Para que a fertilização in vitro ocorra, a mulher precisa fazer previamente a estimulação ovariana com medicamentos e hormônios adequados.

O médico acompanha como o sistema reprodutor feminino reage a partir de exames como ultrassonografia e coleta de sangue para a dosagem hormonais os efeitos da estimulação do ovário e o melhor dia para a coleta dos ovócitos que irão ser usados na fertilização in vitro.

Antes de ser feita a coleta dos óvulos, a mulher toma uma injeção de gonadotrofina coriônica, que é um hormônio que faz com que os ovócitos amadureçam, tornando possível que ele seja captado com uma agulha especial.

A retirada do óvulo é feita uma agulha especial e com o suporte de imagem do exame de ultrassonografia transvaginal. Após isso, os óvulos estarão prontos para a fecundação.

Os espermatozoides usados passam por tratamento prévio com o objetivo de que sejam selecionados os de melhor qualidade.

Depois de aproximadamente 16 a 18 horas, os gametas são observados para identificar o estado de fecundação. Após a fertilização do espermatozoide no óvulo, há a formação do zigoto e, a partir daí, começa a divisão celular para a formação do pré-embrião.

Um dia após a fertilização se tem pré-embriões que vão tendo suas células multiplicadas com o passar dois dias. Em geral, a transferência dos pré-embriões para o útero feminino ocorre após dois a cinco dias depois da coleta dos ovócitos. A transferência embrionária é feita com anestesia e é indolor para a mulher.

É comum serem transferidos de dois a três embriões para o útero feminino. Contudo, essa quantidade depende de fatores como a idade da mulher (quanto mais jovem maiores as chances de fertilização) e da qualidade dos pré-embriões.

Geralmente, os médicos fazem a transferência da seguinte forma: Em mulheres até 36 anos são transferidos dois embriões; Entre 37 e 40 anos, são transferidos três embriões; A partir de 40 anos, quatro embriões. Entretanto, a quantidade depende de depende de casa caso, que é avaliado pelo médico.

De acordo com a quantidade de embriões transferidos aumentam as chances de gravidez múltiplas.

Entre 10 e 12 dias após a transferência para o útero, a mulher faz o exame de sangue com dosagem de beta-HCG para identificar se há gravidez.

Para quem a fertilização in vitro é indicada

Se você está tentando engravidar há bastante tempo e está em dúvida se a fertilização in vitro é a melhor opção para seu caso, veja a seguir para que casos este procedimento da medicina é indicado:

  1. Pacientes que não tiveram sucesso com a inseminação artificial;
  1. Mulheres que não possuem trompas uterinas ou que possuem lesões nas tubas que impedem a fecundação natural e a inseminação artificial;
  1. Mulheres que sofrem com endometriose grave ao ponto de influenciar na qualidade dos óvulos e nas trompas;
  1. Mulheres com um número limitado de óvulos;
  1. Homens com vasectomia que não pode ser revertida;

fertilização in vitro também pode ser feita com o sêmen de um doador do banco de esperma em casos de:

  1. Má qualidade de esperma;
  1. Fracasso em caso anterior de fecundação in vitro com o esperma do casal;
  1. Má qualidade embrionária quando a suspeita é que o espermatozoide é a principal causal;
  1. Homens com doenças genéticas que não se deseja passar para o embrião.

Custo da fertilização in vitro

Os custos da fertilização in vitro dependem do laboratório de reprodução assistida. Há pacotes que incluem pelo menos três tentativas para obter o sucesso.

Contudo, o custo médio do procedimento no Brasil varia entre R$ 5 mil e R$ 20 mil.

Para quem não pode pagar pelo tratamento, desde 2012, o Ministério da Saúde repassa verbas para que fertilização in vitro seja oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Entretanto, há poucos hospitais que fazem o procedimento em todo o Brasil e a lista de espera é bastante extensa.

Quer saber mais sobre os procedimentos de reprodução assistida? Leia nosso próximo artigo que vai falar sobre inseminação artificial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui